Morada:
Travessa Joaquim Matias Sobrinho nº 1 Loja D
2430-140 Marinha Grande 
Leiria
Contactos:
91 454 13 31 / 244 093 490
ritagoldenhands@gmail.com
Redes Sociais:
  • Twitter Basic Black

October 10, 2019

October 3, 2019

January 29, 2019

Please reload

Posts Recentes

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Em Destaque

O que é a Depressão?

April 10, 2018

A Depressão é um distúrbio afectivo que acompanha a humanidade ao longo da sua história.

Pessoas que sofrem com distúrbios de depressão apresentam uma tristeza profunda, perda de interesse generalizado, falta de ânimo, de apetite, ausência de prazer e oscilações de humor que podem culminar em pensamentos suicidas.

 

 

Causas

 

A depressão é na realidade uma ampla família de doenças, por isso denominada Síndrome. Há uma série de evidências que mostram alterações químicas no cérebro do indivíduo deprimido, principalmente com relação aos neurotransmissores (serotonina, noradrenalina e, em menor proporção, dopamina), substâncias que transmitem impulsos nervosos entre as células. Outros processos que ocorrem dentro das células nervosas também estão envolvidos.

 

Ao contrário do que normalmente se pensa, os factores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência e não causa da depressão. Vale ressaltar que o stress pode precipitar a depressão, em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. A prevalência, (número de casos numa população), da depressão é estimada em 19%, o que significa que aproximadamente uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da sua vida.

 

 

 

Tristeza x Depressão

Há uma grande diferença entre tristeza e depressão. A tristeza pode ocorrer desencadeada por algum facto do quotidiano, onde a pessoa realmente sofre com aquilo, até conseguir assimilar o que está a acontecer e geralmente não dura mais do que quinze a vinte dias.

 

Já a depressão instala-se e se não for tratada pode piorar e passar por três estágios: leve, moderada e grave.

 

 

Geralmente a pessoa pode apresentar dois ou mais dos seguintes sintomas:

  • Apatia

  • Falta de motivação

  • Medos que antes não existiam

  • Dificuldade de concentração

  • Perda ou aumento de apetite

  • Alto grau de pessimismo

  • Indecisão

  • Insegurança


  • Insónias

  • Falta de vontade em fazer atividades antes prazerosas

  • Sensação de vazio

  • Irritabilidade

  • Raciocínio mais lento

  • Esquecimento

  • Ansiedade

  • Angústia.

Além disso, o indivíduo pode apresentar alguns sintomas físicos, em  que os médicos não conseguem encontrar causas aparentes, como:

  • Dores de barriga

  • Má digestão

  • Azia

  • Obstipação

  • Flatulência

  • Tensão na nuca e nos ombros

  • Dores de cabeça

  • Dores no corpo

  • Pressão no peito.

Estes são alguns dos indícios da depressão.

 

Tipos

Existem diversos tipos de distúrbios de depressão. Os mais comuns são:

 

Episódio depressivo
 

Um episódio depressivo costuma ser classificado como um período de tempo em que a pessoa apresenta uma alteração em seu comportamento.

 

Uma pessoa que passa por um episódio depressivo apresenta sintomas da síndrome depressiva, como (3):

  • Humor deprimido

  • Falta de energia

  • Falta de iniciativa e vontade

  • Falta de prazer

  • Alteração do sono

  • Alteração do apetite

  • Lentidão no pensamento

  • Lentidão motora.

Estes quadros tendem a ter uma duração mais curta, até seis meses, sem uma intensificação dos sintomas.

 

Se uma pessoa começa a ter quadros depressivos recorrentes ou mantém os sintomas de depressão por mais de seis meses com uma intensificação do quadro, pode-se considerar que ela esteja a passar por um transtorno depressivo maior.

 

Transtorno Depressivo Maior

 

​​Normalmente o transtorno depressivo maior é um quadro mais grave e também tem grande relação com a herança genética.

Nele há uma mudança química no funcionamento do cérebro, que pode ser desencadeada por uma causa física ou emocional.

 

Por isso, o acompanhamento psicológico é imprescindível, tanto para o diagnóstico, quanto para o tratamento adequado, para voltar a ter qualidade de vida, com alegria e bem estar.

 

 

Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square